Menu fechado

Itaú inicia fase de testes da plataforma de serviços financeiros iti

Itaú inicia fase de testes da plataforma de serviços financeiros iti

Cerca de 10.000 pessoas vão testar funcionalidades, como transferência e pagamento. Também está em experimento o seu uso nas maquininhas da Rede

Por Natália Flach

access_time

3 jul 2019, 15h48 – Publicado em 3 jul 2019, 13h35

São Paulo – A nova plataforma de serviços financeiros do Itaú Unibanco iti vai passar por uma fase de testes com clientes, a partir desta quarta-feira (3). Cerca de 10.000 usuários de Android terão acesso ao aplicativo e poderão fazer pagamentos por QR Code, além de transferências e cadastro de cartões de qualquer instituição.

O objetivo é coletar opiniões dos usuários e fazer ajustes até o lançamento oficial do aplicativo, que deve ocorrer ainda no terceiro trimestre. “Vamos ampliar o piloto à medida que a plataforma se mostre estável”, afirma Livia Chanes, diretora do iti. A ideia é incluir, em breve, usuários iOS e empresas.

Além da plataforma, está em fase de testes a aceitação do iti nas maquininhas da Rede (adquirente do Itaú) em 80 estabelecimentos de São Paulo. “Começamos com pequenos mercados na capital paulista para acompanhar de perto o uso do POS”, diz. Como a solução já vai estar embarcada nas maquininhas da Rede, existem cerca de 600.000 pontos de venda aptos a fazerem as transações com o iti.

Outra frente de trabalho é fomentar a parceria entre grandes varejistas e empresas de automação comercial para implementar o iti nos caixas, tornando o aplicativo uma opção de pagamento para os clientes. “O objetivo é alcançarmos centenas de milhares de pontos de vendas em todo o Brasil”, afirma Chanes.

Um dos atrativos da plataforma é o fato de haver isenção de taxas. As pessoas físicas podem fazer transferências (TED) e pagamentos sem pagar nada até o fim do ano. “Mas de iti para iti será de graça para sempre.”

Já no caso de contas jurídicas, as transferências e saques são gratuitas, mas há uma taxa de 1% para o lojista nas vendas. “Além de ser mais barato, o diferencial é que ele recebe na mesma hora, sem pagar taxa de antecipação”, diz.

 



Reportagem original

Deixe uma resposta